Por que adoecemos?

Olá, eu sou a Dra Suellen Vieira Araújo e hoje você vai aprender o porque adoecemos sob o ponto de vista da medicina funcional, uma nova forma de pensar em medicina.

É através do alimento que repomos tudo de que o nosso corpo precisa, os nutrientes absorvidos na dieta são os ingredientes que utilizamos para fazer hormônios, neurotransmissores e a também regenerarmos os órgãos. Da mesma forma, quando o alimento que ingerimos não é de boa qualidade, com o tempo, vamos adoecer.

O primeiro sistema a adoecer é aquele que está em contato direto com o alimento. Ou seja, o aparelho digestivo.

Principalmente por causa dos antibióticos que tomamos desde a infância, ocorre um desequilíbrio na flora bacteriana que interfere na saúde do intestino. Chamamos isso de Disbiose intestinal.

A disbiose nos torna mais sensível a certos tipos de alimentos que podem causar danos à parede do intestino, atrapalhando sua função de selecionar os nutrientes que serão absorvidos. Chamamos isso de hiperpermeabilidade intestinal.

Essas duas disfunções do aparelho digestivo a disbiose e a hiperpermeabilidade vão dificultar a digestão apropriada do alimento. Menos nutrientes serão absorvidos e poderemos adquirir intolerância a alimentos que antes não nos faziam mal.

Tais disfunções podem ser a causa de sintomas do aparelho digestivo como gases, refluxo, má digestão e constipação. Mas também podem causar outros sintomas que achamos que nada tem a ver com a digestão como acne, alergias, rinite, dor de cabeça, candidíase e até doenças autoimunes.

Os alimentos mais comuns que adquirimos intolerância por causa da hiperpermeabilidade intestinal são aqueles que contém glúten e lactose e esta é a razão pela qual as dietas sem glutem e sem lactose estarem se popularizando cada vez mais.

Experimente fazer um teste e retirar um desses alimentos da dieta por um mês e veja se seus sintomas melhoram.

O fígado é o principal órgão da desintoxicação do corpo. Quanto mais substâncias estranhas ao corpo internalizamos, mais o figado ficará ocupado para eliminá-las, comprometendo outras funções importantes para a regeneração do corpo.

Uma das funções do fígado é repor substâncias essenciais ao corpo, que serão levadas, através da corrente sanguínea para os demais órgãos.  Mas, se o fígado não está funcionando direito, sobrecarregado de toxinas, o sangue também não irá cumprir sua função e isso vai comprometer a saúde de todos os sistemas.

As principais substâncias artificiais que utilizamos são os medicamentos, alimentos com agrotóxicos, corantes e conservante e demais substâncias sintéticas presentes  em cosméticos e alimentos e produtos de limpeza.

O órgão que vai adoecer primeiro vai depender das condições de cada um, desde a genética até emoções e pensamento. A genética é aquilo que não podemos mudar. Então, é o menos importante. Felizmente, a genética pouco vai interferir na causa do adoecimento. Basta a gente cuidar do corpo ao se desintoxicar, se nutrir adequadamente, fazer atividade física e manter uma postura adequada. Além é claro, de cuidar das emoções e pensamentos, pela auto observação, auto conhecimento e auto controle, o que no oriente chamamos de meditação.

Independente se você já tem uma doença diagnosticada por exames convencionais, se o que tem é somente um desconforto ou se você ainda é jovem e tem um corpo com uma boa capacidade adaptativa que te permite viver sem nenhum sintoma hoje, com o passar do tempo, esta capacidade vai diminuindo, o que vai dificultar a regeneração do corpo, levando  aos sinais de envelhecimento e surgimento de doenças.

É através desse pensamento que a medicina funcional atua nas causas do adoecimento, ajudando, através de tratamentos com tendência bioregulatória, a diminuição dos medicamentos em uso, a correção dos desequilíbrios funcionais, dando ao corpo condições de se regenerar e se manter saudável por cada vez mais tempo.

Visite meu blog medicinafuncional.wordpress.com e descubra o que eu posso fazer por você.

Até mais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s