Entendendo o Diabetes

Uma das grandes mentiras que nos contaram é que diabetes não tem cura. Se entendermos os desequilíbrios por trás do diabetes e os corrigirmos a tempo, pode ser que o diabetes melhore. Vou, aqui, explicar, de forma bem simples, o mecanismo de adoecimento dessa enfermidade que está atingindo pessoas cada vez mais jovens.

O problema do diabetes é a glicose estar alta no sangue. Os tratamentos medicamentosos para diabetes visam abaixar os níveis da glicose e, por isso utilizam, os seguintes mecanismos básicos:

  1. Diminuir a resistência da insulina nas células. Isso é feito pela metformina (Glifage)
  2.  Aumentar a produção de insulina no pâncreas (glimepirida, glibenclamida)
  3. Quando o pâncreas não aguenta mais produzir insulina, é hora, então, de aplicar esse hormônio.

A diferença do diabetes do tipo I para o tipo 2 é que, no primeiro tipo, ocorre a destruição do pâncreas através da produção de auto anticorpos. Geralmente, a doença inicia-se na infância ou adolescência. Já no diabetes do tipo 2, a principal causa é uma resistência das células do corpo à glicose. Nesse caso, a disfunção pancreática é consequência de uma hiperfunção do pâncreas em resposta à resistência insulínica periférica. Aliás, a dosagem da insulina no sangue é um excelente parâmetro para detectarmos um estado pré-diabético e, portanto, evitar a progressão da doença. Lutar contra os mecanismos biorregulátórios com o uso de drogas sintéticas é a fórmula para se criar as doenças incuráveis.

Na medicina funcional, busco entender o que o corpo precisa para voltar a metabolizar a glicose apropriadamente.

A célula não quer glicose pelos seguintes motivos:

  1. A célula já está cheia de glicose. Muito comum, já que a base na nossa dieta é carboidratos.
  2. A célula não precisa de tanta energia. O sedentarismo é um dos responsáveis pela baixa do metabolismo.
  3. A célula não tem os nutrientes necessários para suas reações químicas.

Os alimentos industrializados possuem energia, mas são pobres em nutrientes como vitaminas e minerais.

Podemos, então, constatar que o problema do diabetes, na verdade, é uma dificuldade da célula em produzir energia.

A estrutura celular responsável por produzir energia para a célula se chama mitocôndria. Somos uma máquina de produzir energia e a disfunção mitocondrial é a base para o adoecimento em nível celular.

As terapias ortomoleculares têm muitos recursos para otimizar as funções mitocondriais. Alguns suplementos importantes podem ser encontrados nas lojas de suplementos no país ou fora do Brasil. Vitaminas do complexo B, magnésio, L-carnitina, D-ribose são alguns suplementos que podem ajudar na disfunção mitocondrial.

No post “De repente, diabetes“, falarei sobre o “diabetes emocional” e fatores desencadeantes do diabetes (triggers).

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s